Nossa visão sobre a ciência de dados

 

Recomendar decisões valiosas e ações precisas baseadas em quatro áreas de expertise:

http://xl7.com.br/wp-content/themes/salient/css/fonts/svg/ecommerce_diamond.svg

Aplicação de conhecimentos em modelos de negócios, desenho de processos empresariais, dinâmicas de mercados e conjuntura econômica.

http://xl7.com.br/wp-content/themes/salient/css/fonts/svg/basic_compass.svg

Combinação de múltiplas fontes de informação como dados abertos, extrações da internet, bases privadas e bases internas.

http://xl7.com.br/wp-content/themes/salient/css/fonts/svg/software_layers2.svg

Identificação  e compreensão de padrões, ciclos, relações, categorizações, estimativas, a partir de métodos estatísticos, matemáticos e de inteligência artificial.

http://xl7.com.br/wp-content/themes/salient/css/fonts/svg/basic_anchor.svg

Projeção de eventos e resultados importantes para as questões empresariais em análise.

Metodologia

Explore o poder da informação.

Saúde

Informações sobre a estrutura dos serviços de saúde, distribuição de medicamentos e de doenças no território nacional. Exemplos: Pesquisa Nacional de Saúde e Datasus.

Trabalho e Emprego

Informações sobre emprego e desemprego. Incluem, perfil de trabalhadores e estabelecimentos, remunerações, ocupações, níveis de desemprego. Exemplos: Rais, Caged e Pesquisa Nacional de Amostras por Domicílios Contínua (PNAD Contínua).

Socioeconômico

Informações sobre o perfil socioeconômico de regiões, estados, municípios e bairros. Características gerais da população (indivíduos, famílias/domicílios), sua renda e estilos de vida. Exemplos: Censo Demográfico, Pesquisa Nacional de Amostras por Domicílio (PNAD).

Personas

Agrupamentos de pessoas por características-chave para empresas identificarem onde encontrar seus melhores clientes.

Agricultura

Dados sobre produção agrícola nacional. Exemplo: censo agropecuário.

Clima

Informações meteorológicas e climatológicas.

Macroeconomia

Indicadores do desempenho global da economia. Exemplos: taxas de juros, preços (inflação), taxas de câmbio, resultados fiscais, volume de crédito e expectativas de mercado.

Educação

Dados sobre perfis de alunos, professores, instituições de ensino e cursos. Exemplos: Censo do Ensino Superior, Enem e IDEB.

Atividade Econômica

Informações sobre produção de regiões e setores. Exemplos: PIB (nacional, estaduais e municipais), produção industrial, arrecadação de ICMS, balança comercial.

Open Data

Dados divulgados pelo Governo ou instituições não governamentais. Os dados devem atender a alguns critérios como serem legíveis por máquina e estarem disponíveis para acesso, uso, modificação e compartilhamento.

Dados Internos

Bases de dados internas de clientes, CRM, estoques, produção, folha de pagamento, etc.

Internet

Bases desestruturadas obtidas via ferramentas automáticas de busca. Exemplos: dados de redes sociais e preços de automóveis em sites distintos.

Bases Privadas

Bases de dados de acesso restritos que podem ser adquiridos ou acessados mediante autorização. Exemplos: bureaus de crédito como Serasa e Boa Vista, cadastros de pessoas físicas e/ou jurídicas.

Recomendação da decisão:

A nossa proposta de valor principal é apoiar o processo decisório onde for pertinente uma abordagem baseada em evidências. Para atingir esse objetivo, propomos enquadrar o problema de forma multidisciplinar, mas em última instância objetivando construir um modelo decisório.

Explorações estatísticas:

Outra abordagem possível é a busca de insights. Essa busca é conduzida através da adoção de uma postura exploratória, em áreas onde se intui que existam oportunidades quantificáveis através de uma abordagem analítica da informação. Um exemplo tipico é a busca por correlações estatísticas entre dados internos da organização e datasets externos, que revelem conexões insuspeitas entre fatores relevantes para o negócio.